Out
05
Programa Repense

Formação Livre em Educação Ambiental

Instituto Ibietê - Marechal Floriano / ES (1h30 de Vitória)

05 de Outubro de 2019, 09:00h - 12 de Setembro de 2020, 15:00h

Uma formação voltada para pessoas que lidam com públicos, que estão conscientes de que a todo momento, desde o acordar ao deitar estamos constantemente educando e sendo educados, somos seres em movimento e em constante aprendizado. Aprendemos observando desde criança e assim como elas continuamos aprendendo e nos formando.

Você tem noção do quanto de você é realmente você ou é o ambiente, a sociedade e a cultura em que você está inserido que te definem?

Para quem simplesmente gosta de questionar-se sobre sua relação com esses fatores que nos envolvem, ou para você que está intrinsecamente relacionado ao público, formadores, educadores, professores, palestrantes entre toda a gama de pessoas que falam e ouvem outras pessoas. Vamos aprender, repensar e conhecer sobre nós, nossa forma de se comunicar, com quem falamos e como falamos.

Desde abordagens didática, prática, lúdica e sensível a abordagens tecnológica e moderna, vamos repensar a educação como formadores ativos no processo do despertar dessa nova consciência planetária, integrada com a natureza como ela realmente é em nós.

1º Módulo: O que é ser Natureza

 
Dimensões Afetivas com o que é ser natureza

Nesse módulo vamos trabalhar o corpo em sua potencialidade, o afeto existe não só na dimensão dos sentimentos, mas na dimensão dos sentidos. Sobre como podemos experimentar a natureza de diversas formas, despertando sensações e experiências corpóreas dos diversos órgãos de sentido.

Trilhas sensoriais, a fim de explorar os sentidos sem a interferência predominante da visão, olhos vendados pés descalços, vamos sentir a natureza.

Caixas sensoriais, olfativas e de teste de paladar, qual a textura, qual o cheiro, qual o gosto?

Se conhecer como observador e observado pela natureza que te cerca, seja ela qual for, despertando inúmeras formas de perceber-se, de se reconhecer como igual a natureza. Onde começa e onde termina o meio ambiente? “Todo aprendizado tem uma dimensão afetiva” Watts, 2001.

2º Módulo: Expressando o Homem e Mulher Natureza

Aqui vamos juntos descobrir a sua natureza. Trabalhando podemos experimentar os afetos e criar relações experimentando a forma como nosso corpo lida com o que nos é apresentado, sendo que para agir no mundo precisamos reconhecer nossa própria natureza. Somos sujeitos feitos de nossa cultura e sociedade em que estamos inseridos, mas, para além do que te influencia, onde esta sua afetividade? Onde está o seu local de ação? Reconheça-se como ser que precisa agir no mundo com o que realmente te faz feliz, se sua profissão esta exaustiva reconecte-se com o que foi que fez chegar até ela, volte a fonte, qual foi sua motivação? onde está essa lembrança? Onde a sua missão se conecta com a natureza?

Vamos juntos pensar qual a melhor forma de encontrar essa resposta, através de desenhos meditativos, poesia, teatralizações, expressões diversas num momento só seu. 

 Depois de explorar a sua natureza, seu olhar interpretativo para a natureza mudou? Vamos interpretar juntos trilhas e espaços naturais. Ao realizar trilhas qual o seu olhar e a sua abordagem naquele espaço?

Temos a intenção de despertar afetos e ao fazer isso você pode encontrar no objeto de afeto você mesmo, o local que você ama estar, aquilo que você acredita que te faz feliz! 

3º Módulo: Mãe Terra Somos Seus Filhos

Nesse Módulo entraremos numa abordagem teórica, histórica, buscando entender onde estamos situados enquanto ser natural. Afinal, o que é natureza e o que não é?

Abordagem teórica e crítica sobre como e quando nos separamos da natureza, o que isso nos acarreta na forma de viver em sociedade e lidar com a natureza, mostrando que isso é uma perspectiva histórica social e econômica. Quando foi que começamos a nos enxergar como ser à parte da natureza? Quando foi que começamos a objetificar nossos recursos? O que realmente podemos entender dos conceitos de meio ambiente, natureza e sociedade? Através disso vamos entender, e elaborar juntos, cada um no seu processo, o porque compreender sobre isso é importante.

Abordaremos exemplos de culturas que possuem conceitos de natureza, meio ambiente e sociedade de formas muito distintas. 

Entraremos numa abordagem teórico crítica sobre tempo e espaço da natureza das coisas. Explorando a complexidade de termos como cultura, meio ambiente e sociedade.

Aqui você encontrará uma abordagem crítica e questionadora sobre como construímos a nossa sociedade e como existem inúmeras formas de se pensar como ser natural. O pensamento crítico é sempre uma força motriz no processo de transformação, e esse processo de transformação é fundamental para despertar nosso potencial criativo. 

 E se por um instante nós estivéssemos no lugar da natureza?

4º Módulo: Antroposofia e o Impulso da Biodinâmica

Aprender de modo a nos transformamos em uma nova pessoa, desenvolvendo nossas
capacidades até chegarmos ao que antes não éramos, vivenciando nosso ser a partir
do mundo espiritual de origem.
A Antroposofia é uma ciência espiritual que tem como pedra fundamental o homem,
que busca conhecer-se a si próprio e a natureza através de uma visão suprassensível
da realidade do mundo e de seu próprio destino, sendo nossos instrumentos de
conhecimento: o pensar, o sentir e o querer.
O Impulso da Agricultura Biodinâmica surgiu na Alemanha através de um ciclo de oito
Palestras proferidas por Rudolf Steiner após a primeira guerra mundial. Sendo uno
com a Antroposofia, este impulso estuda a dinâmica da vida nos permitindo uma
relação mais clara e consciente com as forças e seres atuantes nos reinos da natureza,
possibilitando ao espírito humano conhecimento profundo dos fenômenos da
natureza.
Mais que uma técnica de cultivo, Steiner desenvolveu um caminho para a
compreensão profunda da relação solo-planta-animal-homem-cosmo. A Biodinâmica
busca a renovação do manejo agrícola, a cura de nossos solos e a produção de
alimentos que verdadeiramente nutram o ser humano.
A Biodinâmica reconecta à agricultura com sua força original criadora, força que ela
perdeu no caminho à industrialização direcionada à monocultura e à criação em massa
de animais fora do seu ambiente natural.
Agricultura biodinâmica é melhoria na qualidade de vida através de alimentos
saudáveis e cultivo de plantas medicinais que na simplicidade da terra trazem as
soluções para os nossos problemas. As plantas curam, e a magia em seu eterno
renascer é um traço de união entre as antigas civilizações e o homem atual. Transmitir
esse conhecimento é riqueza para humanidade e esperança de um mundo melhor.

5ºMódulo: Pedagogia Waldorf e as Escolas do Futuro

A Pedagogia Waldorf é uma PEDAGOGIA QUE PREZA PELA LIBERDADE DA CRIANÇA NO AMBIENTE MAIS NATURAL POSSÍVEL, POR ISSO ISSO O CONTATO DIRETO COM A NATUREZA E SEUS FENÔMENOS É ALGO DE EXTREMA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO SAUDÁVEL DA CRIANÇA.   Atualmente a crise ecológica é uma crise do mundo, que deve ser considerada sob a perspectiva da complexidade ambiental. É por isso que propostas educativas transformadoras da sociedade são tão importantes, pois é através delas que se constrói um novo saber, uma nova racionalidade. 
E É NA TENTATIVA DE CRIAR UM MUNDO MELHOR QUE A PEDAGOGIA WALDORF APROXIMA A CRIANÇA DA NATUREZA E DE SUA PRESERVAÇÃO ECOLÓGICA.
Além dos seus fins cognitivos, que validam a aprendizagem em si, a intensificação da relação do ser com seus sentimentos e o mundo, e dos seus fins volitivos como impulso para ação na vida, a vivificação da percepção ambiental é um diferencial importante presente nesse modelo pedagógico.  
As aulas promovem a educação ecológica através de atividades de permacultura, Ecologia social – filosofia focada no replanejamento da sociedade usando princípios da ecologia- entre outras atividades em que o ensino teórico é sempre acompanhado pelo prático, com grande enfoque nas atividades corporais, artísticas e artesanais, de acordo com a idade dos estudantes.  
Existem atualmente mais de mil Escolas Waldorf no mundo e cerca de dois mil jardins de infância, localizados em mais de 60 países, sendo este um dos maiores movimentos educacionais independentes do mundo, A FEWB(FEDERAÇÃO DAS ESCOLAS WALDORF NO BRASIL), HOJE É A TERCEIRA MAIOR FEDERAÇÃO DE EDUCAÇÃO NO BRASIL.
Formando, assim, seres humanos melhores e mais preparados para enxergar o mundo com mais respeito à tudo e todos que nele habitam.

Educação, Arte e Tecnologia

A arte e a tecnologia parecem se fundir no mundo contemporâneo. A arte é modificada pela tecnologia, assim como a tecnologia se faz a partir da arte e cria novas formas de se fazê-la.

Essa fusão se faz valer positivamente em vários meios, em espacial na educação. Os diálogos estabelecidos pela arte e a tecnologia faz nascer novas tendências de interatividade humana, de abordagem e afeto de si com o outro e, junto com elas, as chamadas tecnologias educacionais: de ensino e de aprendizagem. Surgem assim as novas formas de educar que serão apresentadas de forma teórica e práticas neste módulo.

7º Módulo: A humanidade, o Riso e o Mundo Sustentá

Para nós da Árvore Casa das Artes, se tornar palhaço é se rever, descobrir o outro, deslindar a
alma. Religar o homem ao mundo a partir das ligações consigo mesmo. Neste contexto a
partir da racionalidade do rir e do fazer rir, buscaremos construções pedagógicas nas relações
entre o homem e o mundo sustentável. Apresentaremos elementos básicos da arte da
Palhaçaria por meio de um trabalho prático de ativação energética, jogos e improvisação.
Buscaremos com isso proporcionar o estímulo e a percepção do corpo como um terreno fértil
do ridículo e do cômico. Corpo que neste estado se lança ao risco do jogo cômico na relação
com quem e com que o cerca.

Meio Ambiente e Sociedade - O Despertar

Somos seres sociais e somos felizes assim. Esses módulos buscam trazer o conceito de coletividade na prática, de sociedade e serviço desapegado, de produzir o bem sem olhar a quem através de nossas próprias mãos. CONECTAR SE, com nosso eu interior, com o coletivo e trabalhar com o que aparecer desse processo.

Despertando nossas virtudes, somos seres em processo de aprendizagem e auto conhecimento, nesse processo individual vislumbramos nossas qualidades e defeitos, existem virtudes universais como a caridade, o serviço, a generosidade e o desapego, por exemplo. E muitas vezes temos dificuldade de sozinhos pô-las em prática. Quando estamos psicologicamente e espiritualmente saudáveis desenvolvemos virtudes, e essas virtudes nos promove um enorme senso de felicidade que por sua vez promove saúde, clareza, criatividade e abundância, Então nesse módulo vamos abranger o olhar, olhar a comunidade - observar ao nosso redor, onde e o que podemos fazer, traçar um plano de ação.

Vamos juntos viver um processo que possa trazer autoconhecimento para todos envolvidos. Trabalhando em equipe e em comunidade, sempre com o olhar atento a escuta ativa e o afeto presente, observando em comunidades próximas e arredores; 

Vamos registrando e anotando as ideias, os recursos possíveis de ser usados e reutilizados.

Vamos debater e decidir em equipe qual ação observada é mais adequada e possível de ser realizada de acordo com nosso compromisso, responsabilidade e capacidades.

 Assim trabalhamos com virtudes, despertando nosso potencial criativo,um processo de formação de virtudes: desapego, serviço, coletividade, prontidão, trabalho amoroso, generosidade, pró-atividade, carinho etc.

9º Módulo: Meio Ambiente e Sociedade - O Realizar

Este módulo dará sequencia ao Despertar do módulo anterior, colocando em prática tudo o que foi observado e planejado. Está na hora de realizar, vamos por a mão na massa, executar o nosso plano elaborado e observado no módulo anterior, aqui vamos realmente começar a executar e explorar nossas potências na prática capacitando as pessoas a descobrirem o que elas realmente querem para o mundo, através de um plano de ação claro e objetivo, saindo da matriz de uma sociedade que as atormenta, podendo assim se tornarem ativos na mudança que querem ver no mundo.

10º Módulo: Meio Ambiente e Sociedade - O Celebrar

Celebrando, finalizando nossa proposta de ação, nós respiramos e admiramos o trabalho realizado, então é hora de celebrar e partilhar a alegria de iniciar, trabalhar e finalizar alguma demanda. Quais virtudes despertamos? o que você descobriu que pode e ama fazer? Quais potências percebe que possui? Qual e que tipo de relações você construiu através do seu trabalho?

11º Módulo: Que mundo é esse?

Onde podemos aplicar toda a criatividade desperta? Este módulo é voltado para a parte de Beneficiamento, o que produzimos está alinhado com os princípios de ecologia (abordagem sistêmica) e sustentabilidade? como podemos fazer isso? e que exemplos temos de empreendedores nessa área?

Vamos entender, na prática, a dinâmica de um mundo colaborativo, mergulhando em sua cultura, vamos nos identificar e criar novas conexões. Sairemos empoderados e com conhecimentos necessários para transformar a realidade a nossa volta com o que você tem e o que você é !

12º Módulo: Educação para Nova Era

Nesta atividade iremos experimentar ferramentas, práticas e metodologias participativas inspiradas na Arte de Anfitriar Conversas Significativas e Colher Resultados que importam (Art of Hosting). Será uma oportunidade de co-criar um ambiente que permite a conexão e confiança. Um momento para cada um construir a inteligência coletiva e praticar caminhos possíveis para um cenário de transformação na Educação do Brasil de hoje. 

Facilitadores

Gabriella Gabriel Ramaldes

Gabriella Gabriel Ramaldes

Sou bióloga recém formada pela UFES. Desde sempre procurando incessantemente formas de trabalhar e pensar sobre as questões ambientais e de conservação, buscando uma forma de deixar o mundo mais consciente de sua relação com o planeta, durante a graduação me envolvi brevemente com o coletivo de Agroecologia Casa Verde e conheci um pouco da possibilidade de atuação da Agroecologia no mundo, me apaixonei pela Agroecologia e pela Educação Ambiental que é onde acredito poder transformar a sociedade através da percepção dinâmica e didática sobre como somos parte da natureza, e não um ser fora dela, num fluxo comunidade e meio ambiente. Decidi trabalhar com os saberes tradicionais de plantas medicinais em culturas afrodescendentes, me aproximando ainda mais das plantas. Cultivo desde então um carinho especial pelas plantas medicinais e agora, no instituto Ibietê pretendemos unir esses saberes nas nossas Agroflorestas.

Amanda Albano

Amanda Albano

Acredita que cada indivíduo possui um potencial de transformação e que juntos somos parte da mudança. Adora ler, estudar e experimentar assuntos, como: Inovação Social, Criatividade, Empreendedorismo, Novas Tendências, Inteligência Coletiva, Conversas Significativas e Formação de Redes. É ambientalista e ativista por natureza, se formou em Oceanografia fortalecendo uma visão sistêmica dos processos socioambientais e reconhece que o futuro começa agora. Tem o privilégio de cocriar sonhos e projetos reais com pessoas maravilhosas e hoje se enxerga como uma Desing de Futuros Desejáveis, possui MBA em Administração do Terceiro Setor, MBA de Liderança, Inovação e Gestão e formação em Coaching, mas gosta mesmo é de aprender na escola da vida.

Daniel Souza

Daniel Souza

Empreendedor apaixonado por inovação social e sustentabilidade. Facilita workshops sobre empreendedorismo, criatividade e inovação. Sócio Co-criador da Grão Germinadora, uma aceleradora de projetos que desenvolve pessoas para germinarem soluções para problemas reais. Atua em startups e organizações, no papel de Diretor de Marketing e Gestor de Projetos. Futurista, acredita no design do invisível para criar futuros desejáveis. Hoje ajuda pessoas a conceber e evoluir ideias e transforma-las em negócios que tenham um impacto socio-ambiental positivo alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Graduando em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela UVV e investigador de novas economias, novas tendências para cocriar um novo mundo colaborativo.

Marina Gomes de Figueiredo

Marina Gomes de Figueiredo

Sou bióloga formada em 2005 e desde os primeiros anos da graduação trabalho com conservação. Tenho buscado diferentes ferramentas para conservar e manejar o meio ambiente, fiz mestrado e doutorado voltados para genética da conservação. Durante o doutorado conheci a agroecologia e tenho me aproximado desses preceitos desde então. Fiz especialização em agroecologia e estou trabalhando com o Grupo de Agricultura Ecológica Kapi’xawa desde 2018. Espero encontrar soluções, dentro das fundamentações agroecológicas, para um desenvolvimento sustentável associado à conservação do meio ambiente e concomitante com a viabilidade econômica.

Vanessa Darmani

Vanessa Darmani

É atriz, palhaça, agitadora cultural formada em Artes Cênicas pela UFOP-MG/ 2004, mestranda
do Curso de Humanidades no IFES- Vitória/ 2019. É cofundadora da Árvore Casa das Artes-
Vitória ES. Há mais de quinze anos seu trabalho com a arte tem ligação intima com a formação
de grupos, as práticas coletivas e a educação popular. Na Palhaçaria realizou formações com
mestres como Ricardo Puccetti do Lume Teatro- Unicamp, Esio Magalhães do Barracão Teatro-
Campinas. Pepe Nunes- Florianópolis, Carla Concá- Grupo Marias da Graça-Rio de Janeiro. No
último ano trabalhou como palhaça convidada na Cia Circo Teatro Capixaba- Patrimônio da
Penha- ES, realizando mais de 50 apresentações de espetáculos em regiões de vulnerabilidade
social em todo o Espírito Santo. Coordena o “Projeto Morro Vivo”, iniciativa de agricultura
urbana e ambientes sustentáveis no Morro da Piedade e Fonte Grande- Vitória ES. Também
atualmente é uma das propositoras do “Projeto Circo na Floresta” em parceria com o Circo
Infinito onde atuam com atividades circenses ligando o riso a educação ambiental.

Roberta Tressmann

Roberta Tresmann

Eu Sou Engenheira Agrônoma formada pelo CCA-UFES em 2004, alinhada com os
princípios da agroecologia desde a graduação, fiz especialização em Agricultura
Biodinâmica pelo instituto Elo de Botucatu-SP.
Sou membro da ABD (Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica) desde 2007 e
atuo como Consultora, orientando no processo de formação do organismo agrícola,
elaboração do plano de manejo e condução do processo de certificação.
Com a Antroposofia aprendi que a Agricultura é a base de nossa existência física aqui
na terra, sendo o fundamento de toda cultura. Ela tem algo a ver com todos.
Nas últimas duas décadas me dediquei ao estudo e desenvolvimento da Agroecologia
e da Biodinâmica, adquirindo experiência no cultivo de plantas aromáticas e extração
de óleos essenciais, Agrofloresta e produção de Cafés Especiais.

Isabel Santos

Isabel Santos

Membro da Sociedade Antroposofica 
Formada em Pedagogia Waldorf (pelo Instituto Minguilin,RJ)
Professora Waldorf no Jardim Escola Michaelis do RJ
Pedagoga pelo ISERJ 
Pós graduação em Psicomotricidade Pela Gama Souza-RJ

FAÇA SEU EVENTO CONOSCO

Vamos cocriar juntos seu evento e fazer ele da melhor maneira possível!

Conheça nossa estrutura